quinta-feira, 13 de maio de 2010

Manual da “Relação Bandida”

Antes de escrever as principais regras para uma boa “relação bandida” é necessário um prévio conceito sobre o assunto, ou seja, tal expressão não passa de um termo popular utilizado para designar uma relação sem compromisso. Assim, mencionarei algumas regras básicas para que um relacionamento seja classificado dessa maneira.

1) “Relação Bandida” não é namoro. Essa é a principal regra, em que a pessoa deve ter consciência de que, mesmo saindo com a outra parte envolvida várias vezes, elas não namoram;

2) Não é permitido nenhum tipo de cobrança. O melhor desse tipo de relacionamento é que a pessoa não deve satisfações sobre suas ações, portanto tudo é válido, contanto que tenha respeito;

3) Ciúme é algo inexistente. Como não existe compromisso, as partes têm o livre arbítrio para saírem com outras pessoas;

4) É permitido beijar outra pessoa na mesma festa. Isso é uma questão de acordo na relação, ou seja, fica a critério de cada pessoa;

5) Não é obrigatório dar presente em datas especiais. Não é dever dos envolvidos se presentearem, mas sempre é bom para demonstrar que você se interessa pelo outro;

6) São válidas as ligações na madrugada. Caso você chegue bêbado em casa às 04h00min da manhã ou simplesmente esteja sem sono, nada melhor que ligar para seu relacionamento bandido para continuar a noite;

7) As “Relações Bandidas” apenas são permitidas quando as partes são solteiras. Sim, caso um dos envolvidos esteja compromissado, de “bandido” a pessoa é promovida a amante;

8) Quem come calado, come duas vezes. Regra básica é nunca comentar o que aconteceu com outras pessoas;

9) Ser discreto é fundamental. Ninguém precisa saber que você tem uma relação assim e, principalmente, quem é o envolvido nela;

10) Mesmo sendo uma “Relação Bandida”, respeito sempre é fundamental. Respeito é o mínimo que devemos ao próximo;

11) É necessário deixar suas intenções bem claras. Se você está à procura de uma “relação bandida”, deve-se avisar a outra pessoa, para que essa jamais crie expectativas futuras. Nunca é válido brincar com os sentimentos alheios;

12) Beijos e sexo sem compromisso existem. Tudo bem que acontece de nos apaixonarmos justo por aquela pessoa que jamais imaginamos, mas existem seres capazes de separar beijos e sexo de sentimentos;

13) Imploramos por um mundo sem frescuras. Simples, faça o que tiver vontade e sem se arrepender depois, ou seja, apenas se arrependa do que não fez e encare todas suas ações como experiências;

14) O inesperado é sempre melhor. Nem precisa de muitas explicações, como em qualquer relacionamento, a rotina cansa;

15) Amor e paixão são proibidos. Uma das regras fundamentais na “relação bandida” é jamais envolver sentimento nela. Caso ocorra, lhe restam apenas duas opções, você para de sair com a pessoa e procura um novo “alvo” ou, simplesmente, encara a realidade e luta para avançar para um relacionamento de verdade.

(Mariana Tannous Dias Batista)

2 comentários:

Raíssa disse...

mariiii assim não vale vc tem que incluir minha opinião!!! srsrsrrsrsrsr

Evaldo Silva disse...

to de acordo, assino e nao abro!!!